21.1.13

Assim, sem mais


Vejo-me passar ao longe, na companhia
desse rio vagabundo, ou caído por aí,
num sono breve como uma prece.

Diogo Vaz Pinto, Bastardo