22.10.12

Os emigrantes


Um belíssimo livro. Mais um de Shaun Tan. Sobre a emigração. Sobre o contacto com aquilo que nos é estranho mas de certa forma familiar, e vice-versa. Unheimlich. Isto é, sobre a nossa relação com o outro. Cheio de subtilezas, como aquele momento em que o emigrante é estranhado pelo animal doméstico cujos donos são novos amigos. Ou, desde logo, aquele em que o protagonista encara um animal em sua casa. Primeiro, a agressão. Depois, uma paulatina sociabilidade. Verdadeiramente encantador: a família dentro da mala, é ela o horizonte de expectativas, é sobre ela que se debruçam os dias e nela se derrama o desorientado olhar parado dos emigrantes.



Sem comentários:

Enviar um comentário